13/09/2019 02:39
Aparência das unhas
Elas podem indicar como anda a sua saúde

As unhas exercem função mais do que estética no nosso corpo: elas protegem as pontas dos dedos e ainda podem indicar como anda a nossa saúde.

Formada por três camadas queratinosas de consistências diferentes, o formato, coloração e textura das unhas são capazes de dar dicas de como anda a sua saúde, pois diversos problemas são capazes de alterar o processo de crescimento e desenvolvimento das unhas. Para se ter ideia, 20% da população, principalmente do sexo feminino, apresenta a Síndrome das Unhas Frágeis, isto é, unhas que descamam nas pontas ou tem a espessura alterada. Lembrando que as unhas saudáveis têm coloração rosada, são transparentes e com a lúnula (porção mais branca) visível na porção proximal.

Quando a unha tem formato de colher (coiloniquea), por exemplo, bem arredondada e funda, é um sinal de que a pessoa pode estar sofrendo de problemas cardiovasculares ou pulmonares, como asma e bronquite, que afetam a circulação.

Quando quebradiças, rugosas e com manchas brancas, podem representar alergias a produtos como esmaltes, detergentes e sabonetes, como podem ser indicadores de carência de ferro, ácido fólico e vitamina B12.

Quando falta algum tipo de vitamina no corpo, como a D por exemplo, a produção de alguns hormônios pode ser afetada, assim como a fabricação de queratina, deixando as unhas com um aspecto diferente do saudável. No caso da diabetes, por exemplo, as unhas crescem avermelhadas e cheias de ondulações.

As linhas escuras sob a unha são comuns em pessoas com pele escura, porém, quando surgem repentinamente ou se desenvolvem ao longo do tempo podem indicar o crescimento de um sinal debaixo da unha, podendo ser um dos primeiros sintomas de câncer de pele.       

As unhas dos pés também podem apresentar sinais de que algo não vai bem. Micoses e traumas por causa de sapatos apertados são os problemas mais comuns.

Agora, seguem dicas de grande importância: quando você for à manicure, leve o próprio equipamento ou use apenas os que forem esterilizados por autoclave. Exija o uso de lixas descartáveis e solicite que a profissional não retire muito a cutícula, nem passe a espátula por baixo da unha. O hábito de lixar a parte de cima da unha pode ser prejudicial, pois retira camadas de queratina e deixa as unhas mais frágeis e finas.

Além do mais, no mercado de cosméticos, há inúmeros produtos destinados às unhas, como esmaltes, brilhos, bases, hidratantes, fortificantes e removedores. Alguns, no entanto, podem provocar alergia. Em caso de surgimento de coceira na pele, lesões avermelhadas ou outras complicações, interromper o uso e procurar um dermatologista.

Atenção: é preciso deixar as unhas sem esmalte uma semana por mês, no mínimo. O uso ininterrupto de esmalte causa ressecamento e enfraquecimento das unhas, por isso a necessidade dessa pausa. Na impossibilidade dessa pausa sem esmalte, deixe pelo menos dois a três dias de intervalo entre as esmaltações. Durante o intervalo, deve haver a aplicação de hidratantes próprios para evitar o ressecamento. E se a pessoa tiver o hábito de mexer muito com água e/ou produtos de limpeza, o uso de luvas é fundamental!

Visando fortalecer as unhas, suplementos orais, como a biotina, podem ser utilizados, mas com dosagem sempre recomendada pelo médico. Ressaltando que somente o dermatologista consegue distinguir e determinar, precisamente, quais problemas podem afetar sua aparência. Vale ficar de olho!

Obrigada pela leitura. Aguardo você também no meu Instagram! Diariamente, você pode conferir por lá as tendências do mundo dos cosméticos, os mais incríveis e modernos tratamentos para a sua pele, dicas de skincare, segredos de beleza das famosas e muito mais!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

Comentários


AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO