04/12/2019 04:29
Preenchimento com Ácido Hialurônico
Tudo o que você precisa saber


Foto: Divulgação

Em tempos de Harmonização Facial, MD Codes, Delta Lifting e outros procedimentos, surgem dúvidas sobre o uso do Ácido Hialurônico, como vai ficar o rosto e, claro, qual a técnica mais indicada a ser feita.

O que é Ácido Hialurônico?

É uma molécula já presente no organismo, responsável por atrair e reter a água ao seu redor, dando mais viço, firmeza e textura homogênea à pele. Mas, após os 25 anos, a quantidade dele no organismo começa a diminuir e os primeiros sinais de envelhecimento, como rugas, profundidades e ressecamento, passam a aparecer. É aí que entram os procedimentos estéticos.

O que é o preenchimento com Ácido Hialurônico e qual a melhor técnica pra mim?

O preenchimento com Ácido Hialurônico é uma técnica utilizada para repor o volume, corrigir rugas profundas e superficiais, hidratar ou repor volume dos lábios e das mãos e até dar um efeito lifting no rosto. Ressaltando que o preenchimento pode ser apenas de correção de vincos e rugas, sem modificar o formato do rosto ou realmente deixar a face mais triangular ou heptagonal, de acordo com a indicação.

Qual a diferença entre o tratamento com Toxina Botulínica e os preenchimentos com Ácido Hialurônico?

A Toxina Botulínica é utilizada para tratar rugas de expressão dinâmicas, como as da testa e pés de galinha. E, como falei, o preenchimento com Ácido Hialurônico é utilizado para tratar rugas estáticas, os vincos.

Existe algum problema usar Toxina Botulínica e preenchimento com Ácido Hialurônico juntos?

Não. Na maioria das vezes, os pacientes fazem os dois procedimentos ao mesmo tempo. Pode-se notar que o local tratado com preenchimento, como as olheiras, prolonga mais o efeito da toxina botulínica.

Como o preenchimento com Ácido Hialurônico é feito?

Através da aplicação injetável do Ácido Hialurônico na região a ser tratada. De acordo com a técnica escolhida pelo médico, é feito com agulha ou cânulas. Antes, é aplicado um anestésico tópico para garantir mais conforto.

O resultado é imediato? Dura quanto tempo?

O efeito é imediato e dura entre seis e 18 meses, dependendo do organismo de cada pessoa, da quantidade da substância e da profundidade e quantidade de rugas.

Quais cuidados devemos ter com a pele após a aplicação?

Após a aplicação, é comum o paciente apresentar leve dor, inchaço e hematoma no local, sintomas que desaparecem em uma semana. Importante salientar que se deve evitar a exposição solar durante a fase com hematomas para evitar manchas.

O Ácido Hialurônico melhora a textura e hidratação da pele?

Sim. Ele pode ser utilizado como um reforço na hidratação da pele, mas, nesse caso, não tem função preenchedora. Esse tratamento pode ser feito em todas as regiões, principalmente nas mãos, rosto, pescoço, colo, além das rugas rasas.

Pode-se usar Ácido Hialurônico com qualquer idade?

Sim. Desde que haja a indicação de um dermatologista, o Ácido Hialurônico pode ser usado por pacientes de qualquer idade, mesmo bem jovens.

Cremes e séruns com Ácido Hialurônico são a mesma coisa que Ácido Hialurônico injetável?

Os cremes e séruns com Ácido Hialurônico têm o objetivo de melhorar a hidratação e a textura da pele, recuperando-a gradativamente quando não há marcas tão fortes. Já o Ácido Hialurônico injetável preenche instantaneamente sulcos mais profundos. O uso de um ou de outro depende das necessidades de cada pessoa.

Dúvidas resolvidas?! Por fim, quero agradecer a todos vocês pela leitura. Lembrando que fico no aguardo das suas sugestões de temas. E não deixa de me seguir no Instagram para ficar pode dentro de tudo do mundo da beleza e estética!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

18/11/2019 06:01
Beleza e autoestima
Você confiante com a sua imagem


Foto: Divulgação

Você já percebeu como é grande o número de mulheres que, mesmo com beleza física, saúde, adeptas de dietas e plásticas, continua se sentindo feias, sem brilho e não se aceitam como são?   

Elas parecem ter tudo, mas na verdade está faltando para essas mulheres o essencial, aquilo que lhes determina a beleza interior: a autoestima.

Claro, você não precisa ser confiante e segura 100% do tempo. Inclusive, fraquezas existem e aceitá-las é um importante passo no processo de construção da autoestima. A ideia aqui é pensar se você realmente é confortável com a própria imagem.

É muito positivo para as mulheres serem vaidosas e cuidadosas com a sua aparência, porque isso ajuda a fortalecer a autoestima. Todavia, muitas mulheres se preocupam tanto com seu visual, presas à ditadura da beleza, que acabam se esquecendo do fundamental que é cuidar de seus pensamentos e emoções, cuja poderosa energia comanda sua saúde, sua forma física e seu bem-estar.

É maravilhoso quando a mulher se olha no espelho, se sente bonita e não fica preocupada com o que o outro vai pensar. Mas, a partir do momento em que a mulher age para agradar ao outro, se descaracteriza e perde suas referências. É preciso achar um equilíbrio. Caso contrário a gente se afasta da nossa verdade e da nossa personalidade.

Sendo assim, confiar em si mesmo, ouvir sua intuição, acreditar em sua voz interior, respeitar seus limites, reconhecer seus valores, expressar seus sentimentos sem medo, sentir-se competente, capaz e se tornar independente da aprovação dos outros, faz com que nossa autoestima se eleve. Entretanto, este é um processo gradativo que exige trabalho e conscientização. Nunca se esqueça que a beleza vai além do corpo. Faça o exercício de buscar outras qualidades em você!

Seguem algumas dicas para você se sentir bem e não ser tão dura consigo mesma:

     - Associe a sua atividade física ao prazer. Por exemplo, se dançar é o que te faz bem, porque que ao invés de correr você não faz aulas de dança?

     - Se olhe no espelho e veja o que há de bonito em você. Pontue seus pontos fortes e fale pra você mesma como isso é bonito e como te deixa mais confiante.

     - Uma vez por semana faça algo que te dê prazer. Por exemplo, tomar um café com uma amiga, ligar para uma amiga e jogar conversa fora e/ou fazer um programa diferente com o marido.

     - Não se cobre tanto. A felicidade está nas pequenas coisas, nos gestos, no amor, nos amigos, na família e não no corpo ou no nariz perfeito! Lógico que se cuidar é importante e poder fazer você conquistar a sua melhor versão. A medicina está aqui para te ajudar com isso, mas sem o sofrimento da alma.

Quero agradecer a todos vocês pela leitura, comentários e repercussão dos meus textos publicados aqui na coluna. Lembrando que dúvidas e sugestões de temas são sempre bem-vindos! E não deixa de me seguir no Instagram para ficar pode dentro de tudo do mundo da beleza e estética! Até semana que vem!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

11/11/2019 06:07
Tudo sobre Toxina Botulínica
Esclareça as suas dúvidas agora


Foto: Divulgação

A Toxina Botulínica é um dos procedimentos estéticos mais realizados no Brasil, e sua fama não é à toa. No entanto, recebo muitas vezes no consultório pessoas com dúvidas em relação ao botox, como quando começar e indicações. Por isso, preparei este material visando que você esclareça todas as suas questões sobre o assunto.

A Toxina Botulínica pode ser usada em todo tipo de ruga?

Não. Essa técnica é usada para suavizar as rugas dinâmicas, ou seja, aquelas que ficam muito marcadas devido à movimentação dos músculos da face, como as da testa, entre as sobrancelhas e os pés-de-galinha. Para as linhas evidentes quando o rosto está parado (o bigode chinês, por exemplo), há outros recursos, como o preenchimento à base de ácido hialurônico.

Qual a diferença entre o tratamento com Toxina Botulínica e os preenchimentos?

Como falei acima, a Toxina Botulínica é utilizada para tratar rugas de expressão dinâmicas. Já o preenchimento é utilizado para tratar rugas estáticas, ou seja, aquelas que você está sério, sem nenhuma feição e elas ficam evidentes, por exemplo, os sulcos que aparecem geralmente ao lado do nariz. Ressaltando que em breve irei falar na minha coluna sobre preenchimento. Fique de olho!

A Toxina Botulínica preenche o lábio?

Não preenche. Mais uma vez: para preencher os lábios é comum o uso do ácido hialurônico. Porém, a Toxina Botulínica pode ser usada em conjunto com o preenchedor para prolongar o efeito do mesmo, pois a musculatura do lábio é enfraquecida.

Existe algum problema usar Toxina Botulínica e preenchimento com ácido hialurônico juntos?

Como acabei de salientar, não existe nenhum problema. Na realidade, em algumas situações, é até mesmo recomendada esta prática, pois a Toxina Botulínica pode prolongar o efeito do ácido hialurônico.

Ao aplicar Toxina Botulínica, o rosto pode ficar sem expressão?

Isso vai depender da quantidade do material injetado em cada região e da técnica e senso estético do dermatologista. Por isso, faz toda diferença optar por um especialista que tenha experiência no método.

Existe uma idade ideal para começar a aplicar a Toxina Botulínica?

Mulheres na faixa dos 25 anos com tendência à formação de rugas já podem usufruir da técnica de forma preventiva.

Dói muito?

O incômodo é mínimo. As pacientes mais sensíveis podem recorrer a um creme anestésico para passar sobre a pele antes da aplicação.

O resultado é imediato?

O efeito começa a ser observado em três ou quatro dias, mas o resultado final aparece mesmo em uma semana.

Quanto tempo dura?

Depende da quantidade da substância usada, da forma de aplicação e da resposta individual de cada paciente. Mas as estatísticas apontam para uma média entre quatro e seis meses de durabilidade.

Existem efeitos colaterais?

Não, porém, gestantes e pacientes com câncer e problemas neurológicos não devem usar Toxina Botulínica.

É verdade que a Toxina Botulínica pode ser usada para “diminuir o suor” em quem tem hiperidrose?

É verdade. Quem transpira muito nas axilas e/ou nas mãos pode realizar a aplicação no local.

Dúvidas resolvidas?! Por fim, quero agradecer a todos vocês pela leitura. Lembrando que fico no aguardo das suas sugestões de temas. E não deixa de me seguir no Instagram para ficar pode dentro de tudo do mundo da beleza e estética!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

04/11/2019 03:13
Vitamina C para o rosto
Incluindo esse antioxidante na rotina de cuidados com a pele


Foto: Divulgação

Acredito que muitos pacientes devem estar cansados de ouvir falar em vitamina C para pele ou, até mesmo, devem pensar: “essa doutora sempre passa vitamina C”? Pois bem, o uso da vitamina C na pele é amplamente estudado e vem sendo pesquisado desde a década de 1960. E quanto mais se pesquisa sobre vitamina C, mais produtos vão surgindo com esse ativo. Para se ter ideia, mais de 100 trabalhos científicos surgiram sobre a vitamina C entre 2018 e 2019 e 20 novos dermocosméticos com a substância foram lançados nesse período.

Mas, antes de tudo, é necessário explicar: o que é vitamina C? A vitamina C, também chamada de ácido L-ascórbico, é uma vitamina hidrossolúvel não produzida pelo nosso organismo, ou seja, precisamos ingeri-la ou aplicá-la topicamente, para que o nosso organismo e pele consigam aproveitar seus benefícios, que são diversos. Olha só:

A vitamina C previne a pele de agressões externas (exposição ao sol em excesso, poluição ambiental, consumo de álcool, cigarro, estresse, má alimentação e sedentarismo) por ser um poderoso antioxidante, que hoje é considerado indispensável no tratamento do envelhecimento da pele. O ativo também estimula a produção de colágeno, que é o responsável por dar estrutura, firmeza e elasticidade à pele, consequentemente, há a redução de rugas e linhas de expressão.

A Vitamina C também ajuda a uniformizar o tom da pele, que é modificada com o tempo. Está comprovado que a substância auxilia a clarear manchas de pele, como o melasma e marcas de acne.

Após citar tantos benefícios, agora você me pergunta: “Dra. Viviane, como incluir a vitamina C na rotina de cuidados com a pele”? O tratamento com a vitamina C deve ser iniciado desde cedo, sendo uma excelente opção para os primeiros cuidados da pele, a partir das 20 anos, por exemplo, idade que costuma surgir os primeiros sinais do envelhecimento. Além da aplicação tópica por meio de séruns, cremes, água termal..., a substância também pode ser ingerida através das cápsulas. Vale ressaltar que dentre tantos cosméticos no mercado, é o seu Dermatologista quem vai indicar o melhor produto para sua pele.

Tem mais: a vitamina C pode ser usada em qualquer tipo de pele, até mesmo as oleosas. O que deve diferir é o tipo de produto que contém a substância, para não aumentar a carga oleosa da pele. Séruns ou géis são as opções mais adequadas para esse tipo de pele.

Outra coisa: em um Post recente sobre vitamina C no meu Instagram, uma seguidora me questionou se o uso deve ser à noite ou pela manhã. A vitamina C pode ser usada de manhã sim, contanto que o produto com o ativo seja utilizado antes do filtro solar. Assim, além de ajudar a potencializar a proteção dos raios solares e da poluição, o ativo vai tratar as manchas de pele, rugas, linhas de expressão e outros sinais do envelhecimento.

Por fim, vale destacar que a vitamina C também pode e deve ser ingerida por meio de alimentos, como laranja, limão, morango, kiwi, pimentão, brócolis, couve e espinafre.

Obrigada pela leitura, comentários e repercussão da minha coluna. Estou aqui no aguardado de temas e dúvidas! E quer saber mais sobre o mundo da beleza e estética? Então basta me seguir no Instagram! Até semana que vem!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

21/10/2019 11:26
Pele feminina x pele masculina
Homens e mulheres sentem a diferença da beleza na pele

Existem diferenças sutis, mas marcantes, entre a pele feminina e a pele masculina. Conhecê-las é fundamental para praticar os cuidados certos garantindo o aspecto belo e jovial.

Uma dessas diferenças diz respeito à oleosidade. Sim, isso muda da pele delas para a deles. A testosterona (hormônio masculino) é o responsável pelo maior estímulo das glândulas sebáceas e, consequentemente, maior oleosidade na face, de maneira que a pele masculina está mais inclinada à formação de acne. As mulheres, por sua vez, em condições normais, têm predomínio de progesterona e estrogênio (hormônios femininos), o que lhes confere uma pele mais delicada e com menor secreção sebácea.

Já o melasma é um problema que atinge mais o sexo feminino, pois essa condição possui relação direta com os hormônios da mulher e por isso tem sua ocorrência aumentada em gestantes e nas usuárias de contraceptivos orais.

Outra diferença que deve ser destacada é em relação ao envelhecimento da pele masculina e feminina. Espessa e áspera, a pele masculina é menos propensa a flacidez. Já as mulheres possuem uma derme mais delgada, o que contribui para o envelhecimento acelerado. Além do mais, a concentração de colágeno é maior na cútis do homem do que na da mulher, portanto, os sinais de envelhecimento aparecem mais tarde para eles. Em compensação, quando as rugas resolvem aparecer, são mais profundas do que as rugas femininas.

Barbear-se regularmente torna a pele masculina mais estressada que a pele feminina. Por isso, os homens devem ficar atentos ao se barbearem, pois fazer a barba de forma errada pode causar alguns problemas, como irritação ou dermatite e a foliculite.

É por conta dessas diferenças entre a pele feminina e a masculina que os cuidados, alguns produtos e determinados tratamentos que atuam no combate ao envelhecimento e no controle da oleosidade devem ser distintos visando atender as necessidades de cada tipo de pele. Como sempre ressalto: cada caso é um caso!

Cuidados para elas: 

- A hidratação facial deve ser uma preocupação constante das mulheres, principalmente após a menopausa, quando o ressecamento se agrava;

- Procure hidratar áreas mais sujeitas aos efeitos da idade, como ao redor dos lábios, mãos, colo e pescoço;

- Proteger-se do sol com frequência é fundamental, já que as mulheres sofrem mais com o envelhecimento da pele;

- Procure usar séruns, ácidos noturnos para renovação celular e cremes clareadores para manchas.

Cuidados para eles:

- Escolha produtos que controlem a oleosidade e reduzam a tendência à acne;

- Ácidos para renovação celular reduzem a oleosidade sem descamar a pele;

- Como a pele do homem normalmente é mais grossa, procure fazer esfoliações;

- Use produtos adequados ao se barbear e dê preferência ao barbeador elétrico visando evitar irritações. Se usar lâminas, realize o barbear no sentido do crescimento dos pelos o menor número possível de vezes.

Cuidado para ambos os sexos:

- Procure visitar com frequência um dermatologista para que ele indique os tratamentos e produtos apropriados.

Assim como as mulheres, os homens têm cada vez mais procurado por tratamentos estéticos. Por isso, segue uma super dica para todos vocês de ambos os sexos: para saber tudo sobre as tendências do mercado da beleza basta me seguir no Instagram e ficar de olho na minha coluna aqui no CNews! Até semana que vem!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

11/10/2019 06:43
Especial Dia das Crianças
Saiba como cuidar da pele do seu filho

Sol, mar, piscina, dias ensolarados e brincadeiras ao ar livre – esse cenário é perfeito para fazer a alegria das crianças. Mas para evitar vermelhidão, bolhas e outras dores de cabeça, nós pais precisamos ficar de olho na fotoproteção dos pequenos. Quanto mais cedo esses cuidados começarem, melhor.

Até os seis meses, o uso de protetor não é recomendado devido à sua maior absorção pela pele do bebê. Então, a saída é não deixar seu filho exposto diretamente ao sol, protegendo-o com roupas e bonés, já que, mesmo debaixo de guarda-sóis e das árvores, recebe radiação do sol.

A partir dos seis meses, a criança já pode usar filtro solar com fator de no mínimo 30. Leve em consideração o tom da pele: quanto mais clara, maior deve ser o índice de proteção. Lembre-se de passar o produto 20 minutos antes da exposição ao sol, sempre deixando a criança sem roupa e aplicando de maneira uniforme, em sentido único e não circular. Não se esqueça de passar nas dobrinhas, orelhas e peito do pé. Lugares em que o sol incide mais perpendicularmente, como o nariz e os ombros, devem receber uma atenção especial.  Reaplique a cada duas horas e após banho no mar ou piscina. Mas os cuidados não param por aí: é preciso evitar o sol entre 10 e 16 horas e lançar mão de roupas com proteção solar UV e chapéus e/ou bonés, que também podem proteger seu filho.

Não custa repetir que, embora sejam raros os casos de câncer de pele em crianças, os efeitos da radiação ultravioleta são cumulativos e irreversíveis. O importante é saber que, ao introduzir e estimular a fotoproteção durante a infância, cria-se um hábito que vale para a vida toda!

 Tem mais: a areia da praia oferece riscos. Ela pode ser transmissora de doenças cutâneas, como micoses, bicho de pé, bicho geográfico e toxoplasmose. Por isso, seque bem a criança após o banho de mar, especialmente em regiões de dobras, como axilas, virilhas e entre os dedos dos pés e mãos. Também não deixe que ela ande sem calçados em pisos que estão sempre úmidos, como lava-pés e vestiários.

Vale ressaltar que, devido ao calor, os pais devem ter um cuidado especial com a hidratação dos pequenos – principalmente durante os passeios –, pois os dias quentes exigem um aumento no consumo de água mineral, água de coco e suco de frutas naturais. Lembrando que a ingestão do suco não provoca manchas na pele. Mas o contato direto com frutas cítricas – como limão e laranja – pode manchar, sim! Então, lave bem as mãos e o rosto da criança logo após o consumo.

E o dia chega ao fim... Alguns pais se descuidam e a criança ficou ardida. O que fazer? Evite banhos quentes para não piorar a lesão e faça compressas frias locais com auxílio de um pano úmido. Você pode utilizar hidratantes à base de água, específicos para crianças, de uma a duas vezes por dia, para aliviar a dor e a coceira, especialmente se a pele estiver descascando. Roupas leves e arejadas também ajudam o seu filho a se sentir melhor. E exposição ao sol, nem pensar!

Por fim, quero agradecer a todos vocês pela leitura, comentários e repercussão dos meus textos publicados aqui na coluna. Lembrando que dúvidas e sugestões de temas são sempre bem-vindos! E não deixa de me seguir no Instagram para ficar pode dentro de tudo do mundo da beleza e estética! Até semana que vem!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

27/09/2019 11:09
Conquistando o abdômen dos sonhos
Emsculpt cria, tonifica e define músculos

Férias, festas de fim de ano e até mesmo o carnaval se aproximam. Para quem desejar ostentar uma barriga tanquinho para exibir logo mais, a hora é agora! Acaba de chegar, com exclusividade na Clínica Haim Erel, o Emsculpt. O aparelho é um sucesso em diversos países e garante criar, tonificar e definir músculos, em apenas quatro sessões, de 30 minutos!    

Em um primeiro momento, a descrição do procedimento pode fazer lembrar daqueles aparelhos vendidos na TV décadas atrás. No entanto, trata-se de tecnologias totalmente diferentes. A mais antiga trabalhava com estímulos elétricos. Já o Emsculpt age em camadas profundas da musculatura por meio de campos eletromagnéticos.

Para você entender: as cintas e as "mãos" do Emsculpt são presas ao abdômen e, por 30 minutos, 20 mil contrações extremamente potentes acontecem na sua barriga, gerando um campo eletromagnético de alta intensidade. Por isso, ele promove hipertrofia e hiperplasia muscular. É o primeiro tratamento não invasivo que atua no músculo e na gordura ao mesmo tempo! A tecnologia de energia eletromagnética de alta intensidade atinge uma musculatura profunda, que não é possível alcançar na academia. A sensação é realmente de estar fazendo vários abdominais, embora parado!

E não se preocupe, a intensidade geral do Emsculpt é controlável de acordo com a resistência do paciente, de 0 a 100% (quem já fez academia alguma vez na vida encara a máxima sem problemas) e são sempre três velocidades de contrações que se alternam: uma de força mediana, outra mais forte e uma de descanso.

As maravilhas em relação ao Emsculpt não ficam por aí! A melhora do tônus muscular pode ser notada após a primeira sessão, já o remodelamento e redução da gordura localizada podem ser vista de duas a quatro semanas após a última sessão do tratamento. Os números de ganho de massa magra são expressivos: o Emsculpt provoca aumento de até 18% da massa muscular da área tratada em oito semanas!

Vale ponderar que o tratamento não substitui a atividade física, pelo contrário, fortalece o corpo para os treinos. Além do mais, o Emsculpt é super indicado para aquela pessoa que já frequenta a academia, já faz dieta, mas tem dificuldade para definir o contorno do bumbum ou da cintura. Ressaltando que o procedimento deve ser feito duas vezes por semana!

Suas contraindicações envolvem pessoas com marcapasso e implantes metálicos (como o DIU), com câncer, doenças neurológicas, gravidez e doenças sistêmicas sem controle.

Agora você já sabe: aquela barriguinha saliente, gordurinha e flacidez estão com os dias contados!

Por fim, quero agradecer a todos vocês pela leitura, comentários e repercussão dos meus textos publicados aqui na coluna. Lembrando que dúvidas e sugestões de temas são sempre bem-vindos! E não deixa de me seguir no Instagram para ficar pode dentro de tudo do mundo da beleza e estética! Até semana que vem!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

13/09/2019 02:39
Aparência das unhas
Elas podem indicar como anda a sua saúde

As unhas exercem função mais do que estética no nosso corpo: elas protegem as pontas dos dedos e ainda podem indicar como anda a nossa saúde.

Formada por três camadas queratinosas de consistências diferentes, o formato, coloração e textura das unhas são capazes de dar dicas de como anda a sua saúde, pois diversos problemas são capazes de alterar o processo de crescimento e desenvolvimento das unhas. Para se ter ideia, 20% da população, principalmente do sexo feminino, apresenta a Síndrome das Unhas Frágeis, isto é, unhas que descamam nas pontas ou tem a espessura alterada. Lembrando que as unhas saudáveis têm coloração rosada, são transparentes e com a lúnula (porção mais branca) visível na porção proximal.

Quando a unha tem formato de colher (coiloniquea), por exemplo, bem arredondada e funda, é um sinal de que a pessoa pode estar sofrendo de problemas cardiovasculares ou pulmonares, como asma e bronquite, que afetam a circulação.

Quando quebradiças, rugosas e com manchas brancas, podem representar alergias a produtos como esmaltes, detergentes e sabonetes, como podem ser indicadores de carência de ferro, ácido fólico e vitamina B12.

Quando falta algum tipo de vitamina no corpo, como a D por exemplo, a produção de alguns hormônios pode ser afetada, assim como a fabricação de queratina, deixando as unhas com um aspecto diferente do saudável. No caso da diabetes, por exemplo, as unhas crescem avermelhadas e cheias de ondulações.

As linhas escuras sob a unha são comuns em pessoas com pele escura, porém, quando surgem repentinamente ou se desenvolvem ao longo do tempo podem indicar o crescimento de um sinal debaixo da unha, podendo ser um dos primeiros sintomas de câncer de pele.       

As unhas dos pés também podem apresentar sinais de que algo não vai bem. Micoses e traumas por causa de sapatos apertados são os problemas mais comuns.

Agora, seguem dicas de grande importância: quando você for à manicure, leve o próprio equipamento ou use apenas os que forem esterilizados por autoclave. Exija o uso de lixas descartáveis e solicite que a profissional não retire muito a cutícula, nem passe a espátula por baixo da unha. O hábito de lixar a parte de cima da unha pode ser prejudicial, pois retira camadas de queratina e deixa as unhas mais frágeis e finas.

Além do mais, no mercado de cosméticos, há inúmeros produtos destinados às unhas, como esmaltes, brilhos, bases, hidratantes, fortificantes e removedores. Alguns, no entanto, podem provocar alergia. Em caso de surgimento de coceira na pele, lesões avermelhadas ou outras complicações, interromper o uso e procurar um dermatologista.

Atenção: é preciso deixar as unhas sem esmalte uma semana por mês, no mínimo. O uso ininterrupto de esmalte causa ressecamento e enfraquecimento das unhas, por isso a necessidade dessa pausa. Na impossibilidade dessa pausa sem esmalte, deixe pelo menos dois a três dias de intervalo entre as esmaltações. Durante o intervalo, deve haver a aplicação de hidratantes próprios para evitar o ressecamento. E se a pessoa tiver o hábito de mexer muito com água e/ou produtos de limpeza, o uso de luvas é fundamental!

Visando fortalecer as unhas, suplementos orais, como a biotina, podem ser utilizados, mas com dosagem sempre recomendada pelo médico. Ressaltando que somente o dermatologista consegue distinguir e determinar, precisamente, quais problemas podem afetar sua aparência. Vale ficar de olho!

Obrigada pela leitura. Aguardo você também no meu Instagram! Diariamente, você pode conferir por lá as tendências do mundo dos cosméticos, os mais incríveis e modernos tratamentos para a sua pele, dicas de skincare, segredos de beleza das famosas e muito mais!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

04/09/2019 10:07
Alimentos amigos da pele
Mantendo o rosto saudável com a ajuda dos alimentos

Além de saudáveis e nutritivos, alguns alimentos têm propriedades que ajudam na circulação sanguínea, combatem inflamações e espinhas e são fontes de vitaminas que auxiliam na renovação da pele. Uma alimentação equilibrada está entre os principais itens que ajudam a deixar a pele bonita, livre de manchas e até mesmo das temidas ruguinhas. Ficou interessada? Veja o que deve estar no seu cardápio para ter uma pele invejável:

- Uva: rica em resveratrol, um antibiótico natural, ela combate os radicais livres, responsáveis por danificar células sadias do corpo, devolvendo o aspecto jovial e sadio à pele.

- Abacate: rico em óleos que restauram a hidratação natural da pele, mas sem deixá-la oleosa.

- Manga: rica em vitamina A, cuja função antioxidante combate os radicais livres, a fruta é capaz de regenerar a cútis, evitar rugas e linhas de expressão.

- Frutas vermelhas (morango, amora, framboesa): combatem os radicais livres prevenindo o envelhecimento precoce da pele. Como não amar?

- Goji berry: essa frutinha tem alto poder antioxidante e anti-inflamatório. Ela oferece hidratação, restauração da barreira cutânea, reposição de minerais e vitaminas.

- Tomate: o licopeno, que dá ao tomate a cor vermelha, é fundamental para combater os sinais do envelhecimento, como linhas finas e rugas.

- Cenoura: ajuda a clarear manchas ao evitar o excesso de produção de células na camada exterior da pele.

- Batata doce: fonte das vitaminas C, E e compostos bioativos que previnem o envelhecimento precoce.

- Pimentão vermelho: rico em carotenoide, que ajuda a aumentar a circulação sanguínea na pele, um grande aliado no combate aos cravos e espinhas.

- Castanhas: previnem o envelhecimento ou enrijecimento dos tecidos, contribuindo para a elasticidade natural do rosto.

 - Chia, girassol, abóbora e linhaça: o consumo regular dessas sementes deixa a pele mais hidratada. Vale salientar que a linhaça pode ainda melhorar o quadro de quem tem psoríase ou eczema.

- Salmão: o peixe é um excelente alimento no combate ao estresse, ansiedade e depressão. E há problemas piores que esses para a pele? Ressaltando que esse tema já foi abordado aqui na coluna e que deve ser lido e relido sempre!

- Óleo de coco: um poderoso agente antibacteriano e antiviral, que protege contra vírus, infecções, inflamação e acne.

- Chá verde: fonte de antioxidantes e do aminoácido L-teanina, que ajuda a relaxar o corpo e afastar o estresse.

- Chocolate meio amargo: rico em antioxidantes, ácidos graxos e flavonoides que deixam a pele radiante. Mas atenção: escolha um chocolate que tenha no mínimo 80% de cacau na composição, mais saudável que o tipo normal, com adição de leite e açúcar!

- Iogurte: rico em probióticos (bactérias que regulam o intestino) –outro tema já abordado por mim aqui no Saúde & Estética –, o iogurte garante a beleza da pele auxiliando no equilíbrio do organismo. Ele também é capaz de atenuar as olheiras!

- Água: a gente já sabe, mas não custa relembrar! A água evita a desidratação e, por isso, quanto mais hidratado seu corpo estiver, mais essa hidratação refletirá na sua pele!

Obrigada pela leitura, comentários e sugestões. Para ficar por dentro do mundo da beleza e estética, basta me seguir no Instagram! Até a próxima!

SERVIÇO

Viviane Martins (Dermatologista - CRM-CE: 10375 | RQE: 5374)

Clínica Haim Erel

Rua Vicente Leite, 2349, Aldeota

(85) 4008.0555 / (85) 9.9795.5848

Instagram @dravivianemartins

       de   2    

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
Facebook Google Plus Twitter Youtube Instagram
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO