HOME > ENTREVISTAS > CARREIRA

Mariana Pimenta: excelência dermatológica

Publicado em 19/11/2019 às 10:47
Compartilhe Tweet

Aos 40 anos, Mariana Pimenta é uma das mais requisitadas dermatologistas do Brasil e, sem dúvida alguma, é a melhor profissional da área no Ceará, daí porque seu apelido carinhoso de The Queen Of Face. A seguir, uma entrevista sobre carreira, estética, família, futuro e Brasil. “Hoje, com as redes sociais, ficou mais fácil ver qual o médico se identifica mais com o seu perfil”, afirmou. Acompanhe:

Antes de qualquer coisa, queremos saber como foi a viagem aos Estados Unidos com Carol Yamazaki, Vanessinha Queiroz, Viviane Almada, Isabelle Temóteo e Marcella Camurça!

A viagem das “top’s” foi maravilhosa. É um momento de troca de experiências, trocas de conselhos e um fortalecimento ainda maior da nossa amizade.

A brincadeira em torno do tão falado "banho da japa" dominou as rodas de conversa da high cearense. Vocês imaginaram que a piada envolvendo Carol Yamazaki fosse tomar essa proporção inimaginável?

Antes de tudo, isso realmente é apenas uma brincadeira, que começou na viagem passada pelos questionamentos frequentes dela perguntando se precisa tomar banho antes dos passeios ou antes de dormir. Quando a gente esquece esse assunto, ela mesma estimula.

Então, ela reage de maneira positiva?

Ela ama essa história. 

Quando será a próxima viagem do grupo?

Fazemos essa viagem a cada dois anos. A próxima está prevista para 2022, mas, antes, estamos organizando uma com os maridos. São as “top’s” e os topados.

Quais locais pretendem conhecer futuramente?

O local é apenas um detalhe. Nós gostamos mesmo é de estarmos juntas e podermos comprar livremente sem aquela perguntinha básica, típica dos maridos: “você está precisando disso?”.

Agora, vamos falar sobre o mundo profissional. O que lhe motivou a cursar Medicina?

Como sempre me destaquei nos estudos, cresci ouvindo que seria uma ótima médica. Não tive dúvidas na hora da decisão, já cresci com essa certeza. 

De que forma a Dermatologia entrou em sua vida?

Eu sabia que queria ir para a parte clínica, então, decidi fazer a residência em clínica médica no Hospital Geral de Fortaleza e, na hora de decidir a subespecialidade, optei por uma que me desse maior qualidade de vida. 

Quais as principais dificuldades enfrentadas em sua carreira?

Até eu entrar na residência de Dermatologia do Hospital das Clínicas da UFC, percorri um longo período de estudos e plantões. Já passei Réveillon dentro de um hospital. Trabalhei em emergências, em sala de parada e já consegui salvar algumas vidas. Hoje, eu salvo vidas de outra forma, devolvendo autoestima a muitas pessoas. Estudei, durante seis meses, 12 horas por dia, com intervalos de 30 minutos para almoço, fiz a prova de título em Dermatologia e, para isso, tive longas noites de estudos amamentando a Thina. 

O que é preciso fazer para ter uma pele boa?

O principal é ser e estar feliz. Depois disso, procure uma dermatologista com boas referências. 

Como avalia a venda indiscriminada de medicamentos e produtos estéticos para a pele em farmácias?

Eu vejo tanto pelo lado bom quanto pelo lado ruim. O lado bom é que as pessoas aprendem a ter um ritual de disciplina com a pele. O lado ruim é que podem gastar com produtos que não sejam adequados ao seu tipo de pele. 

Qual a importância que você dá para o uso do ácido hialurônico e da vitamina C em tratamentos dermocosméticos?

Gosto bastante das duas substâncias e uso no meu receituário de rotina.

Quais as últimas novidades que você destacaria para tratamento da pele?

Acho fantástico podermos retardar ou abolir a necessidade de uma cirurgia plástica com produtos injetáveis (botox, preenchedores e estimuladores de colágeno). 

Enquanto profissional, de que maneira avalia o uso excessivo de toxina botulínica (botox) por alguns dermatologistas em pacientes?

Gosto não se discute! A minha linha de tratamento é de obter resultados bem naturais. 

Você, como pessoa, faz uso das substâncias que utiliza em suas pacientes?

Com certeza! Faço botox desde os 27 anos, preenchimento desde os 30, e estimuladores de colágeno desde os 35. Fora isso, tenho uma rotina diária e faço laser mensalmente. 

Como cuida do corpo e da mente?

Faço exercícios físicos três vezes por semana e tiro em média 30 minutos por dia para ficar deitada "sem fazer nada", nem mesmo pegar no celular. Isso faz muito bem para a minha mente. 

Como administra o tempo entre trabalho, rotina, lazer, família e descanso?

Ufa, já cansei só com a pergunta. Realmente, meus dias são bem corridos, mas tento sempre buscar o equilíbrio. Priorizo minha família, trabalho o suficiente para ter uma vida confortável, adoro sair com os amigos e curtir o final de semana na casa de praia. Ah, não dispenso o almoço semanal na casa da minha mãe com toda a família. 

Qual dica daria para quem deseja saber com qual médico dermatologista deve se consultar?

Hoje, com as redes sociais, ficou mais fácil ver qual o médico se identifica mais com o seu perfil.

Como avalia o momento político e econômico atual do Brasil?

Estamos em uma fase de transição, onde estamos sofrendo para que nossos filhos e netos colham os frutos. Sou muito otimista e acredito em bons políticos, até porque todos foram escolhidos por nós. O meu maior exemplo de vida é meu pai, que, por sinal, é um grande político. 

Para finalizar, quais as expectativas pessoais e profissionais para os próximos anos?

Já estou além das minhas expectativas, nem nos meus maiores sonhos sonhei com o que tenho hoje. Peço a Deus para que continue me guiando.


PUBLICIDADE