NOTICIAS | TECNOLOGIA

Novos hábitos de consumo devem se manter no pós-pandemia

Pesquisa aponta que 70% dos brasileiros entrevistados pretendem continuar comprando em sites e aplicativos após a crise
Postado em 25/06/2020 | 19:03
Foto: Marcello Casal/AB 

Comidas e bebidas solicitadas pelo aplicativo. Escolher os produtos com um funcionário do supermercado pelo WhatsApp. Um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) mostra que aumentou em 61%, a compra por meios virtuais durante a pandemia. Os novos hábitos, segundo a pesquisa, tendem a continuar após o controle da doença. 

“Os consumidores estão cientes do risco de contaminação ao sair de casa e por isso, ainda que saiam às ruas para comprar itens essenciais, têm apresentado um comportamento mais digital, usando apps para compra e pagamento, por exemplo”, analisa o presidente da SBVC, Eduardo Terra. “Está havendo uma mudança real de comportamento e empresas que conseguirem se relacionar bem com os clientes neste momento terão uma grande vantagem no pós-crise”, complementou. 

Em Fortaleza, o shopping RioMar lançou uma nova experiência de compra, semelhante ao que já acontece com os aplicativos, mas com um diferencial. Em vez de escolher o produto de apenas uma loja, o usuário pode comprar em diversas lojas e receber todas as encomendas em uma única entrega. Na primeira fase, 13 restaurantes atuam na plataforma chamada "RioMar Fortaleza Online". A tendência é ampliar para os demais empreendimentos. 

Entre janeiro e o começo de junho, uma startup de solução de vendas on-line para os supermercados registrou aumento de 1.368% no número de pedidos em relação ao mesmo período do ano passado, saindo de 84 lojas para 190 em 18 estados do Brasil. "Entendemos que a pandemia veio para fortalecer ainda mais esse canal de vendas que não vai acabar no “novo normal” pós-pandemia”, reforça Gabriel Gurgueira, CEO da Mercadapp.

Segundo os resultados da pesquisa, depois de experimentarem o comércio eletrônico em novas categorias, os consumidores brasileiros indicam que estão mudando o comportamento de consumo, com 52% dos entrevistados comprando mais em sites e aplicativos durante a quarentena e 70% que pretendem continuar comprando mais online do que faziam antes da Covid-19.

Com agências

 

 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
VEJA TAMBÉM
 
 
 
 

AV. DESEMBARGADOR MOREIRA 2565
DIONÍSIO TORRES CEP: 60.170-002
FORTALEZA-CEARÁ | FONE: (85) 3198.8888
CNEWS@GRUPOCIDADECE.COM.BR
SIGA O CNEWS
COMO ANUNCIAR
DESENVOLVIMENTO